Monumento aos mortos da Grande Guerra. (Porto)

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Clique nas imagens para as ampliar
Quem actualmente passa pela Praça de Carlos Alberto, na cidade do Porto, não pode deixar de reparar no Monumento aos mortos da Grande Guerra, obra do arquitecto Manuel Marques e do escultor Henrique Moreira em 1928 e que é também por muitos chamada de "Estátua ao soldado desconhecido".
No entanto o monumento que lá se encontra não é o original. 
Monumento comemorativo do sacrifício das tropas portuguesas na Grande Guerra
Demolido em 1924
Esse monumento original, que podemos observar na imagem de cima, de autoria do escultor José de Oliveira Ferreira havia sido erigido no mesmo local do actual em 11 de Novembro de 1924 por iniciativa da Junta Patriótica do Norte mas era considerado horrível e foi alvo de inúmeras críticas, o que levou a que Câmara Municipal do Porto ordenasse a sua demolição em 15 de Janeiro de 1925.

Fontes:
-CMP
-BMP

Solar dos Duques de Lafões. (Porto)

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Clique na imagem para a ampliar
Já falamos aqui anteriormente das demolições do casario na zona envolvente à Sé do Porto. Este Solar situava-se no Largo do Corpo da Guarda, pertenceu à família dos Condes de Miranda, Marqueses de Arronches e Duques da Lafões. “Pertenceu ao 1º. Duque de Lafões D. Pedro, filho de um filho ilegítimo de D. Pedro II, que este perfilhou, nascido em 10/1/1718 e falecido em 1761” - Horácio Marçal em O Tripeiro, Série VI, Ano IX.
Largo do Corpo da Guarda, na década de 30, vemos a Sé do Porto em segundo plano
Cliché obtido antes do derrube do casario, para a abertura da Avenida da Ponte 
Na direita da imagem, vemos a casa dos Duques de Lafões
Solar dos Duque de Lafões - Largo do Corpo da Guarda
Vista aérea da Torre dos Clérigos e zona envolvente à Estação de S. Bento. Na direita da imagem, após a Estação, é visível a Rua do Corpo da Guarda e todo o casario que seria derrubado para a abertura da futura "Avenida da Ponte". Notamos também ainda a existência do demolido Solar dos Duques de Lafões
O primeiro teatro da cidade Invicta foi construído justamente nas cavalariças do Solar dos Duques de Lafões e inaugurado em 15 Agosto de 1760 (outros citam a data como sendo 15 de Maio de 1762). O Teatro teria sido desenhado por João Glama Stroeberle.

Fontes:
- AMP
- CMP
- BNP