Jardim de S. Lázaro. (Cidade do Porto)

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

 O Jardim de S. Lázaro, inaugurado em 1834, foi o primeiro jardim público da cidade do Porto. Desenhado após o cerco do Porto por João José Gomes, primeiro jardineiro municipal do Porto, é um típico jardim romântico. A decisão de criar este Jardim é contemporânea da constituição da Biblioteca Pública, situada mesmo ao lado. O Jardim foi concluído sete anos após a sua inauguração. Ao longo dos anos foi sofrendo diversas intervenções: em 1869, intervenção paisagística pelo alemão Emílio David; em 1908 foi derrubada alguma vegetação incluída em 1869; e em 1911 sofre nova modificação, acreditando-se que as magnólias hoje existentes no jardim tenham sido plantadas nesse ano.
Antes de ser jardim esta zona era já chamada de São Lázaro. Este topónimo – Lázaro – evoca a antiga gafaria (leprosaria) medieval aí instalada no princípio do século XVI, que veio a ser demolida no século XVIII. O local era periodicamente ocupado por uma feira, tal como sucedia à maioria dos espaços que no Porto foram ajardinados até à segunda década do século XX. Era costume a feira transitar então para outro campo mais periférico da cidade. No caso de São Lázaro, o destino foi o actual Campo 24 de Agosto.
Camilo Castelo Branco, que viveu próximo desta zona recebeu neste jardim, das mãos de D. Pedro II do Brasil, a Comenda da Ordem da Rosa.
Após a inauguração dos jardins do Palácio de Cristal e da Cordoaria, o Jardim de S. Lázaro, antes lugar de eleição da sociedade portuense, entrou um pouco em decadência. Hoje é, no entanto, um dos jardins públicos mais frequentados da cidade.
Avenida Rodrigues de Freitas. Na direita da imagem vemos a Igreja e Recolhimento das Orfãs (Colégio Nossa Senhora da Esperança. Na esquerda da imagem, vista parcial do Jardim de S. Lázaro. BPI de 1920
O Jardim de S. Lázaro é um típico jardim romântico, cheio de fontes e estátuas, frondosas árvores e canteiros, além de um pequeno coreto. Apesar de bastante modificado desde a origem, é hoje o único jardim da cidade ainda envolvido por um gradeamento com quatro portões.
Este jardim possui algumas das árvores mais antigas do Porto. Dominando o cenário, doze grandiosas magnólias rodeiam o pequeno lago central. Nos canteiros, a poente e a norte, encontram-se numerosas camélias, alguns cedros e uma palmeira. As alamedas periféricas do jardim são rematadas por tílias.
Está instalada neste jardim uma fonte de mármore oriunda da sacristia do extinto Convento de São Domingos.
Próximo da Biblioteca Municipal do Porto e da Faculdade de Belas Artes, o Jardim de S. Lázaro é muito frequentado por estudantes e reformados, sendo ainda hoje um dos mais frequentados jardins públicos da cidade.


Imagens:
- BPI (digitalização)
- AMP

Novo Salão High-Life. (Cidade do Porto)

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

O armazém High-Life, então situado na praça da Batalha (onde posteriormente foi edificado o cinema Batalha) foi em 1908 rebaptizado com o nome de "Novo Salão High-Life" e iniciou a projecção de filmes convertendo-se num cinema. Segundo a bibliografia da época, existiam mais dois cinemas com o nome "High-Life" na Invicta: - Um na Rotunda da Boa Vista (1906) e outro no Jardim da Cordoaria (1908). Podemos ver toda a beleza do edifício na imagem de cima e a sua localização face à Praça da Batalha nas imagens de baixo.
Clique nas imagens para as ampliar

High-Life
Na imagem de baixo, um pormenor da Praça da Batalha em 1905, vendo-se em primeiro plano o edifício dos correios. O High-Life, situava-se ao seu lado, em segundo plano, na esquerda da imagem.


Imagens:
- Domingos Alvão
- Phot.ª Guedes

Ponte da Nazaré. (Drizes, S. Pedro do Sul)

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Drizes é uma aldeia pertencente à freguesia de Várzea, concelho de São Pedro do Sul. Banhada pelas águas do Vouga, este pequeno aglomerado de casas conta no seu património com uma Igreja e uma capela, separadas por apenas 50 metros uma da outra, ambas edificadas em honra da Nossa Senhora da Nazaré. É em 8 de Setembro que este local é mais visitado devido às suas festas, civil e religiosa, realizadas neste local. Nos outros dias do ano trata-se de um local relaxante onde se podem ouvir os sons da Natureza incluindo as águas do rio Vouga.
Segundo nos informou um estimado leitor, a ponte da Nazaré em Drizes, São Pedro do Sul, serviu como palco para as filmagens do filme "José do Telhado" rodado na década de 40 do séc. XX, do qual foi retirada a imagem que vemos em cima. Actualmente perdeu o tabuleiro e o que resta das suas ruínas está coberto pela vegetação.

O Campo do Ameal. (Cidade do Porto)

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

O Campo do Ameal, pertencente ao "Club Sport Progresso", serviu de palco a diversas partidas do "Futebol Clube do Porto" nos anos 20 e 30 do século XX. O complexo desportivo do clube localizava-se em Paranhos e era na época um dos mais modernos e bonitos, com um imponente relógio na cobertura da bancada central a servir de imagem de marca.

Igreja antiga de Alfena.

domingo, 11 de setembro de 2011

Pela informação que nos foi gentilmente cedida sobre este item, segundo o Tombo de 1689, na parte sul do adro, havia um pardieiro que se dizia ter sido antigamente igreja.

Nesta altura a igreja tinha a porta principal virada para o poente, a porta travessa para o norte, a capela-mor (com retábulo dourado e sacristia anexa a norte da mesma) no lado nascente, possuindo dois altares colaterais: do norte, nossa Senhora do Rosário; do lado sul São João baptista.
No corpo da igreja havia duas capelas com o seu arco: do lado norte, a de Santa Catarina; do lado sul, a de Santo António.
Nesta data já havia as Confrarias do santíssimo, de Jesus, da Senhora, etc. etc.

Moinhos do Abade e ponte do caminho-de-ferro. (Travagem - Ermesinde)

domingo, 4 de setembro de 2011

Rio Leça no Lugar da Travagem
Moinho com 6 mós e canal de encaminhamento de água, construído em 1802, também conhecido como Moinhos do Abade. Para além da importância na moagem de milho ao longo dos tempos destacou-se como base para competições de natação associadas ao CPN (Club de Propaganda de Natação).
Travagem - Escola primária e Moinho, vistos do rio Leça
A ponte para o comboio foi construída na linha do Minho, é de granito e apoia-se sobre um único arco de volta inteira, tendo sido inaugurada em 21 de Maio de 1875.
Travagem -  Ponte Ferroviária e ponte "Lusitana" ou "Romana"
Travagem - Lavadeiras do Leça

Imagens:
- Autores desconhecidos

Hotel da Travagem. (Cidade de Ermesinde)

Hotel da Travagem
No passado existiu em Ermesinde, junto à ponte rodoviária da estrada Porto-St.º Tirso, um hotel designado por Hotel da Travagem, o qual possuía um miradouro sobre o rio. Para aqui se deslocavam, no princípio do século, os fidalgos do Porto para descansar, respirar ar puro e passear nas margens bucólicas do Leça. 
Travagem - Lavadeiras do Leça
Travagem -  Ponte Ferroviária e ponte "Lusitana" ou "Romana"
Nessa altura Ermesinde era conhecida por “Sintra do Norte”. O hotel fechou por volta dos anos trinta, e o edifício, que ainda existe, encontra-se dividido e alugado para várias actividades comerciais.

Imagens:
- Autores desconhecidos

Igreja Matriz da Gafanha da Encarnação.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Clique na imagem para a ampliar
A Igreja Matriz da Gafanha da Encarnação, foi demolida na década de 30 de 1900. No seu lugar está a igreja em betão que conhecemos actualmente.